Favoritos: Abril/2017


É fim de mês e cá estamos nós com o #Favoritos do mês de abril. Tem tanta coisa legal que é melhor nem ficar enrolando, bora começar!

Beleza

Baby Lips Hydra Care (Maybelline)


Até que estou gostando desse clima friozinho. O problema começa quando os benditos ventos gelados começam a castigar meus lábios. Por isso decidi dar uma chance pro Baby Lips e sério, bateu amor, bateu paixão. Pra saber mais, corre lá na resenha que fiz dele ❤

Filmes



Cara, vi tanta gente falando mal desse filme que comecei a assistir com os dois pés atrás. Não é que me surpreendi? Nossa, adorei! Para mais detalhes, confira o meu post sobre ele.



É difícil fazer essa blogueira que vos fala gostar de um filme de drama. Mas desse eu gostei de verdade. A história (baseada em fatos reais) é um soco no estômago e faz refletir pra caramba. Óbvio que contei doque se trata e o que achei aqui.

Livro

Meia-Noite na Austenlândia

Foto: Fútil mas inteligente
Confesso que li bem pouco esse mês. Ainda bem que o único livro finalizado valeu a pena! Meia-Noite na Austenlândia mistura os romances de época da Jane Austen com os mistérios da Agatha Christie com sucesso, tendo como personagem principal Charlotte, uma mulher recém-divorciada que decide tirar férias em Pembrook Park, um local na Inglaterra onde se faz uma imersão no período Regencial, com direito até a interesse romântico. O problema é que um simples jogo de mistério proposto pelo Coronel Andrews começa a se revelar mais do que um jogo. Será que realmente ocorreu um assassinato? Ou será pura imaginação de Charlotte? Você só vai descobrir lendo esse livro maravilhoso.

Posts



A Hellz anda sumida por falta de computador, mas quando lança posts, abaixa que é tiro certo. Amei demais a seleção feita por ela de pessoas que a gente deve evitar. É de utilidade pública!


E não é que eu apareci no topo da listinha da Sama com dicas de blogs que procuram ajudar outros blogs? Caramba, fiquei super honrada! Os posts que faço sobre a blogosfera são os que eu gostaria de ter lido quando comecei a blogar. Fico muito feliz em saber que eles realmente ajudam. Obrigada por valorizar meu trabalho, Sama ♥ E pra você, que está lendo esse post e também tem um blog, fica a dica: na listinha também tem mais duas blogueiras incríveis!

Vídeos
Perdi eu mesma (Thami Sgalbiero)


Cara, o que dizer desse vídeo que me deixou até arrepiada? Sério, a Thami colocou em pratos limpos toda a situação de bullying que ela sofreu no ensino médio e como isso afeta a vida dela até hoje. É importante que mais pessoas conheçam essa história pra entender de verdade o que é bullying. A Thami mandou a real e mostrou que devemos tomar muito cuidado com nossas atitudes e palavras. É o que eu sempre digo: o mundo precisa de mais empatia. Assiste, você não vai se arrepender.

Torta de Frango com Catupiry – O Chef e a Chata (Chata de Galocha)


Ok, esse vídeo foi lançado já faz um tempinho, mas eu só fui assistir agora e tcharãm: CONSEGUI FAZER! Não é muito difícil, é só demorado mesmo. Mas vale a pena! Estou muito feliz por finalmente saber fazer meu prato favorito da vida ♥

Analisando a expulsão e as brigas do Marcos do BBB17 (Nunca te Pedi Nada)


A Maíra Medeiros conseguiu explicar direitinho a importância desse bafafá que deu no BBB e o que é relacionamento abusivo em todas as suas formas. É um tema pesado que todo mundo tem que ter conhecimento sobre, e esse vídeo ficou simplesmente sensacional.

Por que sentimos tanto medo da morte? (Karol Pinheiro)


Sim, eu gosto de entretenimento leve. Mas é importante consumir conteúdo sobre temas difíceis. E um dos temas mais difíceis ever é a morte. A avó da Karol faleceu e ela foi muito corajosa de abrir isso pra gente. Não ficou sensacionalista e eu fiquei sinceramente emocionada. Minha visão sobre esse assunto mudou depois desse vídeo, com certeza.

Girls in The House 3.05 – Kendra’s Birthday


O último episódio havia sido lançado há o quê, dois meses? Ainda bem que a demora vale a pena. Melhor websérie da vida! Caso você não saiba do que se trata Girls in The House e/ou nunca assistiu, confere meu post sobre a série ;)

E aí, curtiu meus favoritos?
Beijos,
            Duane.

Minhas 5 palavras favoritas


De repente aconteceu uma coisa meio que inusitada no desafio das 5 coisas: percebi que haviam sido feitos em outros challenges e algumas tags sobre minhas músicas favoritas e meus filmes favoritos e que o próximo tema era sobre filmes de terror, e como eu não assisto nenhum, nem tinha como fazer. Então eu decidi prosseguir com o desafio de número 8: minhas 5 palavras favoritas ❤

1- Surrender
O significado é “renda-se”, e o meu primeiro endereço do Instagram inclusive foi @surrendertoduane (hoje em dia é @claramenteinsana, segue lá!). Nem é tanto pelo significado, mas sim pela pronúncia (acho maravilhosa – como não lembrar da música Surrender, do Elvis Presley? Amo!).
2- Panguão
Essa palavra é tão nada a ver que nem tem no dicionário. Ao meu ver, é a melhor maneira de xingar um cara sem noção.
3- Gratidão
Simplesmente a palavra que norteia a minha vida.
4- Fé
Palavra-chave. Tenha sempre fé no que te faz bem e em você mesma.
5- Duane
Ué, por acaso meu nome não pode estar na lista? Claro que pode! Todo mundo me diz que é super diferente e pergunta o que significa. Eis a resposta: a origem é suíça e significa canção poética. 2bjos.

* O Desafio das 5 coisas é um desafio no qual você faz um post com o tema proposto, sempre uma lista de, adivinha? 5 coisas. Pode fazer em qualquer canto! Blog, Twitter, Facebook, Instagram... A sequência é por sua conta: pode ser todo dia, uma vez por mês, uma vez por semana... o que vale é fazer, se joga! Confira a imagem com todos os temas aqui.

E aí, quais são as suas palavras favoritas?
Beijos,

            Duane.

Filme: Lovelace


Já fazia algum tempo que eu queria assistir Lovelace. Mais especificamente, desde que ele ficou disponível no Telecine Play. Aí, depois que a Karol Pinheiro indicou nesse vídeo, não teve pra ninguém: tive que ver.
Lovelace conta a história de Linda Lovelace, a eterna estrela do filme Garganta Profunda. Nessa cinebiografia podemos ver como ela passa de uma garota que chega a ser puritana, para uma pessoa que é conhecida até hoje por suas, digamos... habilidades bucais. Só que, como a própria chamada do filme diz “a verdade é mais profunda do que você imagina”. Linda não era uma “desavergonhada”. Nem 1% das pessoas sabe o sufoco que ela passou. E quando você descobre... fica sem palavras.


O filme em si é muito forte, um verdadeiro soco no estômago. Ele tem cenas impactantes, chocantes mesmo, e é todo ambientado nos anos 1970, até mesmo no estilo das imagens. Além disso, ele se passa de maneira linear, mas em alguns momentos as cenas voltam pra que a gente veja a situação de outro ângulo. Eu achei isso genial, pois mostra como muitas vezes nos enganamos e julgamos saber certas coisas quando na verdade é o contrário.


Deu pra perceber que os atores foram escolhidos a dedo. Todos foram muito bem (cheguei até a gostar do Harry/Dick Long – nome sugestivo, não é mesmo?), então vou focar na principal: Amanda Seyfried. Ela com certeza surpreendeu a todos com uma atuação incrível, na pele de uma personagem muito diferente do que a galera está acostumada a ver dela. A Amanda conseguiu passar pro telespectador como a Linda era uma pessoa normal e extremamente ingênua, que acabou nisso por baixa autoestima e “achismos” errados que aprendemos desde a infância.


Depois que assisti Lovelace passei um bom tempo pensando na história, pensando em como é bizarro que aquilo tudo tenha realmente acontecido, em como o feminismo é mais do que necessário, é essencial. Porque sim, esse filme fala sobre a importância do empoderamento feminino, já que * alerta de spoiler * Linda teve sua vida virada de cabeça para baixo por conta de seu relacionamento abusivo com Chuck Traynor.


Lovelace mostra com clareza todas as etapas de um relacionamento abusivo e eu acredito que ele se encaixa perfeitamente com o momento de ruptura que estamos vivendo. É importante que mais pessoas saibam a história da Linda pra que a violência doméstica e o abuso acabem. É importante que tudo isso não tenha acontecido em vão e que as pessoas entendam de uma vez por todas que não, a culpa não é da mulher.


Lovelace é o tipo de filme fácil de ver (mesmo com tanta coisa horrível, ele te prende) e difícil de esquecer. Mas não é pra esquecer mesmo. É bom lembrar que toda história tem dois lados e que abuso não tem justificativa nenhuma, em nenhuma situação. Ok? Ok.


Assiste lá e depois me manda direct no @claramenteinsana (ou na fanpage do blog) contando o que achou ;)
Beijos,
            Duane.

Baby Lips é bom? Funciona?


Parece que o friozinho deu as caras, não é mesmo? Mas antes d’ele chegar eu já estava sentindo o efeito do vento nos meus lábios. Eles não estavam rachando nem nada, só que dava aquela sensação de coisa repuxada, sabe? Aí tomei vergonha na cara que comprei um Baby Lips, da Maybelline, por R$17. Existem várias versões dele, mas o que eu escolhi foi o Hydra Care.
A promessa: “Lábios reparados em apenas uma semana. Eles ficarão mais macios, saudáveis, hidratados e protegidos. Baby Lips oferece 8 horas de hidratação e contém:
- Centelha asiática: conhecida por favorecer a produção de colágeno, reparando os lábios.
- Vitamina E: antioxidante que age na nutrição dos lábios, deixando-os firmes e saudáveis.
- Manteiga de Karité e Extrato de Aloe Vera: hidratam os lábios, deixando-os macios e suaves.”


Logo de cara já curti o fato de que o Baby Lips é um balm com cara de balm. A pontinha dele é reta, ou seja, não é que nem batom, que se você aplicar de um jeito nada a ver vai perder o formato (fora que a embalagem é bem firme). Isso, somado ao fato de que ele é incolor, traz uma praticidade enorme. Confesso que ando até esquecendo de passar batom em alguns dias porque o Baby Lips é mais fácil de lidar.
Como a embalagem veio com essa promessa de “lábios reparados em apenas uma semana”, decidi fazer algo que quase sempre fico devendo nas resenhas aqui do blog. Um antes e depois.

Juro que não coloquei blur na segunda foto, foi coisa da câmera mesmo
Não sei se deu pra ver muito bem na foto, mas eu senti que meus lábios ficaram mais lisos e macios. É uma diferença sentida no toque mesmo. Achei que o produto cumpriu essa promessa e já fez valer os R$17 que gastei.


Agora, sobre esse negócio de hidratação por 8 horas... tenho lá minhas dúvidas. O brilho não fica nos lábios mais do que umas duas horas, e eu, particularmente, tenho vontade de passar de novo depois de umas quatro – metade do prometido. Mas assim, é desse jeito comigo. Talvez com outras pessoas seja diferente. Depois você usa e me conta, combinado? Tem Baby Lips em qualquer farmácia e/ou lojinha de cosméticos, então não tem desculpas pra não usar.

E aí, ficou com vontade de testar?
Beijos,
            Duane.


Pegue leve com você


Já aconteceu com você de estar de cara uma situação caótica e não poder fazer nada? Às vezes dá uma sensação de impotência. Parece que estamos de mãos atadas, que tem alguém/algo nos segurando. E geralmente tem mesmo – pode ser uma pessoa ou até um medo.
A gente não pode deixar de fazer certas coisas pelo pavor de enfrentar a situação. Mas o lance é que a gente também não precisa enfrentar todas as situações. Não somos perfeitos e não temos a obrigação de salvar o mundo.
Esses três parágrafos singelos são só pra te dizer que tá tudo bem. Sabe esse peso nos seus ombros? Não se martirize se perceber que não dá conta de carregá-lo. Pegue leve com você. Tenho certeza de que você está dando o seu melhor, mesmo achando o contrário.
Beijos,

            Duane.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...