Resenha: E se fosse verdade... (Marc Lévy)

Autor: Marc Lévy
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 232

Lauren é uma jovem médica superocupada. Arthur é um arquiteto também superocupado. Eles não se conhecem, mas estão prestes a se encontrar, e do modo mais inconvencional possível.

Quando finalmente tira dois dias de folga, Lauren sofre um sério acidente de carro, e fica em coma. Arthur aluga seu apartamento. Mas então, como é que eles se conhecem?
Bem, o espírito de Lauren fica vagando sem ser visto por seis meses, até que Arthur o enxerga. Depois de muita briga, ele finalmente acredita em Lauren, e então eles iniciam uma relação singular.
Fiquei como muita  vontade de ler esse livro depois que descobri que o filme homônimo foi baseado no mesmo. Afinal, quem nunca viu aquele filme super fofo na sessão da tarde? (Abaixo falarei sobre ele). Acontece que a história contada no livro é  bem diferente, confesso que fiquei surpresa.
O jeito que Marc Lévy escreve é único. No começo achei estranho e cheguei a pensar "vish, isso não vai prestar". Depois me acostumei. É difícil explicar, mas vou tentar. O autor é bem descritivo, mas não só com o ambiente, com os sentimentos também.
Senti que a história é um romance com fortes pinceladas de auto-ajuda. A situação de Lauren é para nos fazer rever o que realmente importa, isso sem falar nas várias frases de efeito de Arthur. Aliás, o personagem dele é um capítulo a parte.
Arthur ocupa boa parte da história, e com o decorrer desta, vamos desvendando seus medos e segredos (que não são muitos, mas são bem importantes).
O enredo todo, na minha opinião, foi construído para gerar uma reflexão no leitor. Uma não, várias. Eutanásia é uma opção? Vale a pena se matar de trabalhar? É possível encontrar sua alma gêmea? Gostei dessa proposta, pois muitos livros hoje em dia são como aqueles programas bobos de TV: fazem você ficar inerte e só absorver os fatos, sem desenvolver senso critico.
Entretanto, foram justamente as tais pinceladas de auto-ajuda que me cansaram um pouco. Achei que o autor muitas vezes se alongou demais nas partes de "lição de moral". Isso não me atrapalhou em nada, apesar de irritar um pouco. Como o livro é curto, terminei em um dia.
O verdadeiro problema é que eu criei muitas expectativas por gostar muito do filme. Acabei ficando dividida. Me encantei e me emocionei, só não caí de amores.


Pontos positivos:

• Temática diferenciada
• Leitura rápida
• Provoca reflexões


Pontos negativos

• Altas expectativas por causa do filme
• Cansativo nas partes com pinta de auto-ajuda
Indicado para: quem gosta de romances
Gosta de ler ouvindo música? Escute:
Coldplay - Yellow
The Beatles - And I Love Ter
Ps: o livro tem uma continuação, chamada Encontrar Você.

Sobre o filme 



Queridinho da Globo para a Sessão da Tarde (R.I.P), estrelado por Reese W. e Mark Ruffalo, é um dos filmes mais nhom-nhom-nhom que existem. Infelizmente não tem quase nada a ver com o livro.
Para começo de história, ao invés de Arthur e Lauren, temos David e Elizabeth. Ela é loira (no livro é morena); ele foi casado mas a mulher faleceu há dois anos e por isso vai a bares e é deprimido (no livro é apenas um solteirão). No livro, Lauren vaga por vários lugares sozinha e também troca de roupa por pensamento (no filme ela só existe perto de David e atravessa as coisas).


Uma das razões pelas quais eu me decepcionei um pouco com o livro foi a falta de duas coisas que eu adorei no filme: o Jardim e o carinha da loja esotérica que sente a presença de Lauren, quer dizer, Elizabeth (#fail).


A atuação de Reese foi perfeita, o lado estressado da personagem foi mantido como no livro, e eu não posso pensar em uma escolha melhor. Já o Mark Ruffalo tem um personagem diferente da história original, mas mesmo assim, ele foi ótimo (afinal, ele é o Hulk né gente).


É muito difícil conhecer alguém que nunca tenha assistido esse filme, mas se é o seu caso, faça o seguinte: leia o livro primeiro. Vai ser muito melhor.



Beijos,

         Duane ♥

2 comentários:

  1. Guria, sou apaixonada por esse filme, e, nossa, nem acredito que tem um livro! Já quero ler <3

    Beijão, Guta! ♥
    www.opinada.com

    ResponderExcluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...