Clube dos Cinco

25/04/2016



Olá pessoas!
O filme Clube dos Cinco é, de longe, o meu favorito da vida (pelo menos até agora). Vou explicar pra vocês o porquê disso. Já adianto que vai ser um post longo, mas acho que vocês vão gostar.
Clube dos Cinco é um filme de 1985, escrito, produzido e dirigido por John Hughes (o mesmo roteirista/produtor/diretor de Curtindo a Vida Adoidado!) se passa num sábado, mais precisamente, em 24/03/1984, na Sherman High School. Pelos mais diversos infortúnios, 5 (ah vá) estudantes foram obrigados a passar o dia na detenção, e ainda por cima, escrever uma redação de no mínimo 1.000 palavras descrevendo quem eles pensam que são (sem or x.x). Agora, vamos conhecer quem se meteu nessa roubada: 

• Claire Standish - a princesa (Molly Ringwald) 


Típica patricinha, é rica e popular. 

* Curiosidade * : as roupas dessa personagem foram compradas na Ralph Lauren, e Molly se arrepende até hoje de não ter pego as botas. Eu também me arrependeria. Quer dizer, eu pegaria todas as roupas dela, são lindas e super descoladas. 

Brian Johnson - o cérebro (Anthony Michael Hall) 


Nerd, tímido e desajeitado. De cara nos perguntamos por que cargas d'água ele está ali #mistério.

Andrew Clark - o atleta (Emilio Estevez) 


* curiosidade * : o ator é irmão do Charlie Sheen (sim, o Charlie de Two and a Half Man). 
John Bender <3 - o criminoso (Judd Nelson)




Rebelde, rockeiro e provocador, dá início a todo o rebuliço do filme.
* curiosidade * : Nicolas Cage também foi cotado para o papel, mas pediu um cachê muito alto. 
Allison Reynolds - a neurótica (Ally Sheedy) 



Esquisita, quieta e ladra (sim, ladra).
* curiosidade * : aquela citação linda de Changes, do David Bowie, que aparece logo no começo do filme, foi ideia da Ally!


Como são muito diferentes, todos estavam bem relutantes, mas John Bender provoca a galera e no fim o pessoal começa a se enturmar. 

 
Nesse meio tempo, muita coisa acontece: brigas, atos ilícitos, pegas, dança, risadas... Sério, mil coisas. E tudo isso faz aqueles cinco estudantes mudarem seus conceitos, pois acabam descobrindo a realidade pelo ponto de vista de outras pessoas. Há um crescimento pessoal, e eles definitivamente nunca mais serão os mesmos depois daquela tarde. 

 
O mais interessante de tudo é ver como cada personagem é trabalhado. Não há destaque especial em nenhum deles, todos são protagonistas. E até mesmo X - o zelador e X - o diretor, tem seus perfis bem delineados. Tudo isso num filme sem milhares de efeitos especiais, escrito, produzido e dirigido por uma pessoa, gravado em três meses em um único cenário. Prova de que um grande filme fala por si só, sem precisar de milhões para ser feito. 

Corre que o diretor tá chegando!

Bom gente, por hoje é só. O post ficou mega longo, mas eu não poderia falar menos desse filme que me marcou tanto. Gostaram? 
Beijos,
          Duane.
logoblog

2 comentários:

  1. Eu morro de vontade de assistir a esse filme, mas criei TANTA expectativa nele que agora tenho medo de me arrepender hahaha
    Eu vi esses dias que ele está disponível na Netflix, vou tomar coragem e ir assistir de uma vez <3

    Abraço,
    milenaschabat.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vai se arrepender não, pode assistir sem medo!
      Muito obrigada por comentar <3

      Excluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

1 a 6123456Próximo
1T 1U 1V-1k

Receba as novidades do blog no seu e-mail

Siga no instagram