1ª semana sem reclamar (ou quase)

11/06/2016

Imagem: We Heart It
Olá pessoas!
Sinto informar, mas jaquei. E jaquei feio. Pisei na bola, de verdade. Afinal, sou um ser humano (apesar muita gente achar que sou um E.T).
Aconteceu uma coisa bem tensa comigo (que compromete a continuação do canal, inclusive), e isso me deixou muito abalada emocionalmente. Engraçado é que isso aconteceu no segundo dia do desafio, mas eu me mantive forte em seguida. Depois não consegui me segurar.
Reclamei, fiquei mal, sem ânimo pra nada. E eu me sentia pior ainda sabendo que ficar triste só traria mais tristeza. Até que um trecho de livro me fez refletir bastante.
“Virá um tempo em que não se sentirão bem. Para pessoas felizes, não há nada de errado com isso, é o modo como as coisas são. Elas aceitam a inevitabilidade de seus sentimentos passageiros [...]. Em vez de combater seus sentimentos e entrar em pânico porque estão se sentindo mal, elas os aceitam, sabedoras de que passarão [...]. Isso faz com que possam superar de forma delicada e serena seus estados negativos, passando para estados positivos da mente.” (Não faça tempestade em copo d’água... E tudo na vida são copos d’água – Richard Carlson).
Ou seja: quando a fossa chega, não adianta fugir. E hoje percebo que sempre fugi, que nunca me permiti ficar triste de verdade por um longo período de tempo. Acontece que a gente tem que abraçar a bendita amargura, ficar triste e reclamão mesmo, mas também tem que saber que isso tem data de validade, que uma hora isso vai acabar. E não é que acaba mesmo?
Até quarta-feira, fiquei mal pra caramba. Me permiti. Coloquei na cabeça que isso ia passar. E lentamente, os sentimentos bons passaram a vir. Comecei a reclamar menos de novo. Pra isso acontecer, usei três exercícios:
  •  Ser grata logo após uma reclamação: depois de reclamar, rapidamente corrigir isso, lembrando de algo bom da situação ruim e agradecendo (exercício que eu conheci através do livro A Magia, da Rhonda Byrne, e que também me foi indicado pela Thayná, do Sonhos na Bolsa ).
  • Regra dos 10 segundos (que conheci num vídeo da Karen, do Eaí, Beleza?): se auto-desafiar a passar 10 segundos sem reclamar. Comemorar depois que os 10 segundos acabarem. Fazer isso várias vezes ao dia.
  • Acordar agradecendo (do livro do Richard): assim que acordo, agradeço por algo/alguém.

Ainda não estou 100%, a tristeza insiste em dar um oi de quando em quando. Mas as visitas dela já são menos frequentes.
Pois é gente, ficar sem reclamar é uma tarefa árdua, até porque reclamar é um hábito bem enraizado. Mas vou conseguir, sei que vou! ME MANDEM ENERGIA POSITIVA


Ah! A Thami, do Like Paradise, me mandou um artigo de um cara que passou pela mesma experiência que eu, gostei bastante de ler, caso queriam ver, é só clicar aqui :)

Aguardem os próximos capítulos dessa novela junto comigo

Beijos,
         Duane.
logoblog

7 comentários:

  1. Muita energia positiva e não desista!!

    Bjokas e uma semana extraordinária,
    Blog: DMulheres
    Instagram : @dmulheres

    ResponderExcluir
  2. Ooolá <3
    Sobre a energia positiva: *mandando*
    Realmente reclamar é uma coisa que sempre esta presente na nossa vida né? Mas eu sempre tento mudar isso, afinal é meio chato.. Amei o post!

    Beijoos, www.valentinices.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um hábito bem destrutivo, bom saber que você tá tentando mudar :)
      Obrigada <3

      Excluir
  3. Li esse depois da segunda semana haha Organização temporal, você vê por aqui... Sabe que você me inspirou a começar um projeto de zero reclamação em julho? Sim, eu só do tipo que precisa virar o mês pra começar uma coisa nova hahaha Vou começar, contar lá no blog e te marcar ;) te aviso quando sair. Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah, não faz mal <3
      Eba! #curiosa
      Obrigada pelo carinho :3

      Excluir
  4. Oi Duane! Olha só que coincidência! Acabei de ver o post da Lu (aqui de cima) e ela linkou o seu blog, fiquei curiosa e decidi ver o seu post! Super me identifiquei também igual ao dela! Eu não gosto muito de ficar triste também, evito ao máximo, não assisto filmes que me deixam triste, não penso em coisas que me afundem e tals, mas chega um momento que isso transborda aí é três vezes pior! Meu momento esse ano foi em março, de tanto reclamar que minha vida estava ruim, fiquei doente, desanimei, larguei um pouco o blog e esqueci da vida. O bom é que em abril já melhorei e até agora esta tudo bem! Gostei do livro da tempestade num copo d'água. Firme aí no foco de ficar sem reclamar tá! Bjoo
    http://www.taviajandomenina.com.br

    ResponderExcluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

1 a 6123456Próximo
1T 1U 1V-1k

Receba as novidades do blog no seu e-mail

Siga no instagram