Temos escolha?



Imagem: We Heart It

Olá pessoas!

Esses dias tive uma conversa meio que filosófica com a minha mãe (quem nunca). Comecei a falar que não gostei de Como Eu Era Antes De Você (o livro, não o filme, e sim, não gostei porque sou diferentona, 2bjo) e acabamos falando sobre escolhas.

Minha mãe disse o seguinte:

“Acontece que, se você parar pra pensar, não temos escolha. Não escolhemos quem amamos, o que vai acontecer com a gente ou como as coisas vão se encaminhar. Começa quando nascemos, não escolhemos nossa família.”

Aí eu fiquei assim:




Discordei, claro. Afinal, essa é a função dos filhos, não é mesmo? Mas, falando sério, essa conversa mexeu comigo. Eu realmente acredito que temos escolhas. Talvez não podemos escolher o quê escolher (ficou confuso, mas sei que você entendeu – exemplo: você queria escolher entre Zac Efron e Channing Tatum, mas tem que escolher entre o cara da faculdade e o cara da academia), mas escolha temos sim.

Pensar como a minha mãe faria com que eu me sentisse impotente, inerte. Pra quê me dar o trabalho se as cartas já estão marcadas, não é mesmo? Pra mim, esse negócio de “deixa a vida me levar” é papo furado. Já até falei sobre destino aqui no blog, e repito aquela famosa frase que finaliza o filme Forrest Gump e que define a minha opinião.


"Eu não sei se cada um de nós tem um destino, ou se estamos apenas flutuando pela brisa, acidentalmente. Mas acho que talvez seja os dois."

Pois é, não é sempre que as coisas saem como o planejado. Não é sempre que escolhemos o que queremos. Mas nós podemos escolher mudar. E mudar é difícil, eu sei. Mas não é impossível. Nada é.


Beijos,

           Duane.

19 comentários:

  1. Duane
    Acho que nosso destino está mais ou menos marcado mas a trajetória é pelo livre arbítrio de decidir qual caminho seguir. Também não concordo com a máxima de Deixa a vida me levar. Amei o post.

    Beijokas,
    DMulheres
    @dmulheres

    ResponderExcluir
  2. Olha, vou fazer um textão aqui viu.
    Eu acho que escolhas é uma coisa meio complicada, vejo a partir das minhas experiências pessoais (sei que isso não é regra e que não pode ser generalizado) que geralmente acabam em coisas que eu não consigo escolher. Algumas são realmente fáceis, tipo: Qual curso fazer, qual a cor de cabelo, praia ou serra, doce ou salgado. Mas tem coisas que simplesmente vão acontecer, o amor é uma delas. Eu já ~amei~ pessoas que hoje, depois de ter quebrado a cara e chorado um dilúvio com certeza escolheria não amar, mas eu não consegui mudar isso na época. Outra coisa que eu também acredito que não seja escolha é a sexualidade. Gays por exemplo, acho que se eles pudessem escolher seriam héteros, é relativamente mais fácil, é aceitável, não "ofende", não é "pecado" e todo o blá blá. Fui contemplada na parte em que você diz que "esse papo de deixe a vida me levar é furada" e de fato é, mas não em sua totalidade. Hoje por exemplo eu fiz uma escolha, levantar, fazer do meu dia melhor possível, mas nem sempre isso vai funcionar. É complicado falar sobre escolhas, pelo menos pra mim, sou libriana e já viu né ?! indecisão forever. Seu post deu um nó no meu cérebro, mas um nó bom. Beijo!

    www.deixeiflorir.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sou libriana e pra mim foi foda escrever esse post por causa da indecisão HAHAHAH.
      Fico muito feliz com seu comentário, por saber que gostou do que eu disse e parou pra refletir um pouquinho, muito obrigada <3

      Excluir
  3. Adorei o texto! Também acredito que temos escolhas. As vezes achamos que fizemos uma escolha errada, mas, na verdade, no futuro vai se tornar algo que faz todo o sentido e nos ajudou de maneira que não imaginavamos. Forrest Gump <3
    Beijos
    www.purpurinaacida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim!
      Eba, que bom que gostou, obrigada :3

      Excluir
  4. AMEI ESSE POST!
    Então, acredito que algumas coisas a gente realmente não escolhe, mas outras sim e na verdade devemos ter a opção de escolha, pra tudo na vida, porque senão tudo vai virar uma obrigação né?
    Beijos
    http://www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Tem vídeo novo no canal: https://www.youtube.com/watch?v=K4cl2STqLL8

    ResponderExcluir
  5. Sempre penso essas coisas. Em partes concordo com sua mãe, em partes concordo com você. Não sei ao bem qual a minha resposta para isso. Sim, eu escolho o que eu vou fazer, eu escolho qem eu vou amar, escolho quem será meu amigo, quem eu vou bater, quem eu vou xingar, ou o que farei da minha vida, mas as vezes acho que tudo vem encaminhando para que você escolha aquilo sabe. Nao sei se destino, mas acredito que tudo tem um por que e que tudo acontece por um motivo.

    http://www.agindodiferente.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acredito em ambas as coisas, é complicado, né?
      Obrigada por comentar :3

      Excluir
  6. Du, concordo muito que temos escolha sim! Não em totalidade, claro, mas 'nos inícios' e nas entrelinhas. Exemplo: se não permitimos a entrada de alguém na nossa vida, o encanto primário não virará paixão e, logo, não virará amor. Amor requer construção e se não abrirmos a porta para alguém, teremos escolhido não amar. Muitos confundem o encanto, a paixão e o amor, mas cada um requer uma etapa de escolha para ser firmado. O que não controlamos e/ou escolhemos são as intensidades. Sempre, em algum momento, alguma escolha nossa nos pôs em um dos cantos nos quais estamos. É uma delícia sentir que você indaga, reflete, eleva argumentações. Porque é justamente assim que reparamos que tudo no nosso legado depende de prioridades e o que elas são afinal além das escolhas que mais nos definem? Abdicações nos tornam mais fortes, livres, 'corretos'. E cada pedaço disso, é escolher.

    SEMQUASES.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário definiu tudo que penso!
      Obrigada, Brunt :D

      Excluir
  7. acho que temos escolha sim, que podemos fazer e escolher diferente diariamente

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogotofucolorido

    ResponderExcluir
  8. Fiquei um pouco (muito) confusa e ai, quando finalmente entendi o que você queria dizer, fiquei confusa sobre a vida em si. Será?
    Acho que concordo quando você disse que temos escolha. Acho que as nossas escolhas e suas consequências já estão "escritas" (tipo, acredito que Deus saiba de tudo isso antes mesmo de acontecer), mas não que não vamos ter escolha sobre.
    Ah, que confusão hahaha mas gostei da postagem. Me fez pensar bastante, então obrigada <3

    Beijos,
    Bi.

    - www.naogostodeunicornios.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAH esse era o objetivo!
      Ahhhh, eu que agradeço :3

      Excluir
  9. Eu meio que acabei de falar isso em um comentário lá no blog. Eu não acho que podemos controlar TUDO, mas com certeza podemos controlar a maneira como reagimos às coisas que acontecem conosco, e isso fazer toda a diferença. Acredito que ok, às vezes não escolhemos quem amar, mas escolhemos se essa pessoa fará ou não parte da nossa vida (quase sempre, às vezes o crush não quer a gente haha). Achar que tudo é parte do destino, que tudo está decidido, é praticamente assinar um atestado de que a vida é uma chatice sem fim! Prefiro fazer minhas escolhas! Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo que você disse, Lu!
      Obrigada pelo carinho <3

      Excluir
  10. Eu li o post inteiro pensando no livro O Monge e o Executivo, que eu tive que ler para o meu trabalho. No livro, há uma parte em que um dos personagens cita uma famosa frase: todos fazemos escolhas. Não fazer uma escolha é uma escolha.
    Não lembro se a frase era realmente assim, mas ela me marcou.
    Esse lance de escolhas é algo complicado pra mim, que sou a mais indecisa da banda, haha. As vezes eu só quero "deixar na mão de Deus" e ficar por conta disso mesmo, mas acredito MUITO que apenas eu controlo o que acontece comigo, sabe? Mesmo eu não fazendo nada, as consequências disso serão minha culpa porque eu escolhi não fazer nada.
    Socorro, acho que ficou confuso, hahaha.

    Beijos, milenaschabat.blogspot.com

    ResponderExcluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...