Sua moda é sua


Se vocês algum dia me encontrarem na rua, é provável que eu esteja com alguma roupa totalmente “não-fashion” (e se for verão ou o dia estiver quente, vou estar usando apenas corretivo e rímel incolor). Meu esmalte vai estar descascado (isso se eu tiver pintado as unhas) e meu cabelo vai estar preso. Ou seja, basicamente, eu vou estar com o modo tribufu ligado.
De início, eu ficava preocupada, porque a maioria das blogueiras está na moda, se maquia até por dentro dos olhos e anda por aí impecável. E calma, não estou criticando. Tem público pra isso, e muitas blogueiras realmente são assim, meio patricinhas e tal. Mas eu não vou fingir ser algo que não sou pra conquistar um público que deveria ser de outra pessoa. Quero que meu público se identifique comigo. Porque eu sei, e vocês também sabem, que o mundo não é perfeito, e que muitas vezes não dá nem tempo de passar batom na hora de sair.
Sempre achei esse negócio de tendência meio nada a ver. Quer dizer, não me levem a mal, mas qual o sentido de todo ano mudar o guardarroupa, gastar horrores só pra se encaixar, pra ser etiquetado como “cool”? Nunca vi graça nisso. Acho bobo vestir amarelo só porque está em alta, sendo que eu nem gosto de amarelo.


Não sei qual é a cor de 2017 na Pantone. Há algum tempo atrás, eu nem sabia o que raios é Pantone (pensava “será que tem alguma coisa a ver com panetone?”). Aliás, não sei quais são as marcas fodonas e os nomes das estampas. Só sei o básico do básico. Chamo calça flare de calça boca de sino. Gosto de usar as coisas combinando, e fazia isso mesmo quando diziam que era brega (agora é cool). E mesmo assim, gosto de moda. Entendem o que eu quero dizer? Vou desenrolar o negócio: sua moda é você quem faz. Sua moda é sua.
Não se sintam pressionadas a usar choker, batom preto e patches só porque os anos 1990 estão de volta. Usem o que vocês gostam e sejam felizes. E se o que vocês acham cool não é considerado descolado agora, fiquem de boa. Amanhã vai estar em alta, certeza. Afinal, a moda é cíclica (é feita de ciclos, ou seja, é tudo questão de tempo).
Não gosta de olhão marcado? Ok! Gosta de olhão marcado? Ok também! Faça seu estilo. Tudo bem buscar referências, mas não precisa se sentir mal se não ficar igualzinha àquela blogueira famosa.
Vem cá, vou contar um segredo pra vocês: blogueiras, cantoras, atrizes e outras pessoas famosinhas são pessoas comuns. Não acordam com a pele perfeita, sentem medo blogueiras não são bilionárias – ganhamos makes, livros e afins depois de muuuito esforço.
Já disse e vou repetir: sua moda é sua, e de mais ninguém.
Beijos,

           Duane.

10 comentários:

  1. Concordo em muito na sua colocação. Muitas vezes me senti fora do contexto com essa coisa de moda, pois às vezes o que fica lindo em você não fica em mim, mas ai quero usar porque é moda kkk não dá.
    Eu gosto de moda, mas não sou tão exigente, sempre digo que moda é a gente que faz.
    Amei o post e conhecer teu blog.

    Um beijo <3

    www.chuvanojardim.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAH não dá, MESMO.
      Com certeza, é isso aí!
      Obrigada, Rê ♥

      Excluir
  2. DUANE QUERIDONA! Saudades. Não queria ter afastado nem do seu blog, mas não deu. Mas to de volta para ver seus posts maravilhosos, e já dou de cara com um que me identifico muuuuuito. Antes eu era bem incomodada para estar dentro da moda, ou como tu disse, as blogueiras tudo maravilhosas, produzidas e estilosas, enquanto meu look do dia é o pijama. Mas depois desencanei disso, amo moda e me interesso por muitas coisas que voltaram para a tendencia, mas uso aquilo que acho que ficara bem em mim, sem me incomodar se está 'brega' ou ' sem sal' ou se estou bem menos produzida que grande maioria. Alias, nem sei me maquiar, imagina o desastre que eu iria causar para marcar um olho.

    BEIJUS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ó, magoou, mas tá desculpada! HAHAHAH.
      Meu look do dia é esse também HAHAHAH.
      Continue assim, tá certíssima ;)
      Obrigada por voltar, Mari ♥

      Excluir
  3. acho que a gente pode usar e abusara das tendencias desde que esteja dentro do nosso estilo

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  4. SIIIIIM. Eu, por anos, sofri por causa dessa impressão que nos passam de que a gente precisa ser de tal jeito. Eu nunca fui uma pessoa por dentro da moda, sabe? Primeiro porque minha mãe limitava muito as compras (eu só ganhava o que era preciso) e, depois, com meu dinheiro, comecei a me abrir para o MEU estilo, só que, bom, eu não gosto de muitas coisas que as mulheres, de um modo geral, amam. Eu odeio saltos. Odeio sandálias e sapatilhas que arrebentam meu pé. Odeio decotes. Tenho preguiça de pintar as unhas (mesmo cuidando sempre bem delas). Tenho preguiça de pensar em criar um ritual de beleza para todas as manhãs. Meu cabelo nunca esteve impecável, já que o máximo que eu consigo é pegar o secador. Era um pavor pra mim ser 'diferente' das minhas então amigas. Hoje eu penso no tempo perdido com estresse por pensar que eu teria que me enquadrar em um tipo específico. Mas, sabe, eu tenho observado que as novas ~tendências~ acabam pregando um "foda-se". Tá tudo aberto pra combinar da maneira que a gente achar melhor. Dá pra usar tênis com roupas mais clássicas. Dá pra usar calças de moletom sem alguém perguntar se é pijama. Dá pra usar jaquetas confortáveis que antes seriam julgadas grandes demais para o nosso tamanho. Dá pra assumir o cabelo do jeito que ele é. Dá pra não se maquiar. E, eu sei, nunca ninguém nos obrigou a nada - dava para ser e se vestir assim desde sempre -, MAS eu percebo uma diferença no comportamento. Para quem gosta de ir contra padrões, ok, mas há muitas de nós ainda preocupadas com o que podem falar, então eu fico feliz pela mudança que vejo acontecendo. Quanto mais inclusão e diversidade teremos, melhor nos sentiremos, assim, do nosso jeitinho. :)
    Beijos,
    Bru
    Blog Moderando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comigo também foi assim! Não gosto de saltos, sandálias, decotes e a preguiça de pintar as unhas é grande.
      Também venho percebendo isso e estou adorando. Quem dera a gente ter tido essa boa influência quando entramos na adolescência, né? Ainda bem que hoje a gente se aceita ♥
      Muito obrigada pelo comentário LINDO, Bruna ♥

      Excluir
  5. Também não gosto de seguir modismos, às vezes a coisa não fica bem na gente mesmo! Eu tento conciliar isso tudo!
    Beijos e bom dia!
    DMulheresInstagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Sheyla!
      Obrigada pelo comentário :3

      Excluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...