Divide: o que dizer desse álbum?

12/03/2017


... que mal conheço e já considero pacas? HAHAH. Brincadeiras à parte, dessa vez o Ed Sheeran se superou. E é claro que eu não poderia deixar o lançamento do terceiro álbum dele passar em branco. Então, nada mais justo do que explicar porque essa é, definitivamente, a melhor coisa que ele já fez (até agora). Divide mistura pop, rap, rock e folk. O mais incrível é que esse mix super dá certo.


A primeira faixa, Eraser, tem um refrão que me lembrou MUITO das músicas incríveis que as boys bands dos anos 1990 faziam. Sério! E, de quebra, tem rap. Se você só conhece o lado romântico do Edinho, vale a pena ouvir não apenas essa, mas outras músicas em que ele faz do rap uma ferramenta pra vomitar sentimentos (recomendo You Need Me I Don’t Need You e The Man).



Castle on The Hill, que já foi lançada como single e apareceu na minha playlist de janeiro, é mais puxada pro pop rock, com uma letra que fala da adolescência do cantor e a saudade de casa. Extra: faz referência ao Elton John, de quem o Ed é fã desde sempre. Impossível não cantar junto no refrão (tem muito sentimento envolvido!). O clipe ficou bem amorzinho (o que dizer daquele final?).



Atualmente estou completamente viciada, num relacionamento extremamente sério com Dive, terceira faixa do álbum. A batida é muito gostosinha, a letra é ótima e, assim como em Castle on The Hill, dá vontade de cantar a plenos pulmões o refrão.



Shape of You, a quarta música de Divide, provavelmente é também a música que você mais andou ouvindo nos últimos tempos. Ela pegou geral de jeito! O mais engraçado é que a música nem era pra ter entrado no álbum. Foi escrita pra Rihanna! Ao mesmo tempo que combina com as outras faixas, o single que mais está bombando meio que destoa do estilo do Ed, com um ritmo mais eletrônico - bem inovador se comparado a outros singles pop que tocam por aí. A letra, segundo o cantor, fala sobre admirar toda a forma de corpo, não apenas o padrão que a gente vê na mídia. Como não amar?



Preciso contar um segredinho pessoal sobre a próxima faixa, Perfect, uma balada muito fofa com direito até a violino. Eu gosto BEM MAIS dela do que de Thinking Out Loud (agora mesmo, fiz uma pausa pra cantar junto, só pra você ter noção). Acho que o Ed finalmente achou a pessoa com a qual ele vai passar o resto da vida. Sério! Senti uma sinceridade nessa letra que eu nunca senti em nenhuma outra música romântica dele.



A sexta música tem que virar single! Ela se chama Galway Girl e O ritmo é bem animado e divertido, tem até aquele toquinho irlandês típico!



Happier, a sétima faixa, fala sobre aquele momento em que você encontra seu/sua ex com outra pessoa e fica aquele sentimento esquisito dentro do peito. É bem provável que muita gente se identifique (ótima pra curtir uma bad – fica a dica).



A oitava música de Divide, New Man, também fala sobre ex-namorados(as), mas dessa vez o tema não é a bad, e sim tentar ser amiga(o) da pessoa mesmo quando ela fica se gabando do novo relacionamento (que, sinceramente, nem é tããão bom assim).



Hearts Don’t Break Around Here, próxima faixa (a nona, pra ser específica), é mais uma baladinha fofa pra ficar com aquele quentinho no peito depois de ouvir - mesmo que você não esteja namorando no momento.



Abram alas para uma das minhas músicas prediletas e que eu tenho forte sentimento de que vai virar single: What do I Know? O toque lembra bastante as músicas do Jack Johnson, do Jason Mraz e da Colbie Caillat. Estava sentindo falta desse tipo de estilo good vibes. “Lembre-se de que a vida é mais do que caber nos seus jeans. É sobre amor, entendimento e positividade” <3



How Would You Feel, que já apareceu em uma playlist aqui do blog, foi lançada como single e é uma balada romântica bem lindona. É pra dançar junto com alguém que você ama, sabe? Nem que seja com o seu cachorro. Vale a pena ;)



Ok, não sei se tenho emocional pra comentar sobre Supermarket Flowers. Ela fala sobre quando a avó materna do Ed faleceu, do ponto de vista da mãe dele. É um tema extremamente delicado que foi tratado de forma mais delicada ainda. É o tipo de música que te faz querer chorar de tão maravilhosa e singela. Mexe com o emocional, de verdade.



Quando Supermarket Flowers acaba e a próxima faixa, Barcelona, começa, eu ainda estou meio abalada. Geralmente dou um pause pra me recuperar. Sério. Mas depois percebo que não poderia ter música melhor pra vir depois de uma faixa tão triste. Barcelona é sobre como a vida segue em frente e a gente tem mais é que se divertir, dançar e viver enquanto pode.



Bibia Be Ye Ye provavelmente é o tipo de coisa que o Ed diz pra namorada quando fica bêbado. Apenas. O ritmo me lembrou bastante os singles de Carnaval baianos, dá vontade de sair dançando pela casa. Eu sei, é uma comparação bizarra, mas escuta aí que você vai entender.



Nancy Mulligan tem overdose de fofura na letra. Fala sobre a história real de amor dos avós dele!



A última faixa, Save Myself, é uma balada introspectiva, que te faz pensar sobre a vida. Em piano e voz, a letra fala sobre como muitas vezes nos doamos pra certas coisas sem perceber que devemos também nos doar a nós mesmos.



Resumo da ópera: que álbum FODA! Foi mal, mas é verdade. Se você ainda não ouviu, tá esperando o quê? Divide está disponível em todas as plataformas digitais (inclusive no YouTube!), aproveita :)



Beijos,
            Duane.

logoblog

2 comentários:

  1. Eu estou simplesmente apaixonada por esse CD do Ed <3 continuo ouvindo no repeat até hoje. Castle on The Hill tem um sonzinho adolescente mesmo. Me lembra e filmes adolescentes e combinaria perfeitamente na trilha sonora de um deles. Nossa, eu AMO Shape of You <3 não sabia que ela tinha sido escrita pra Rihanna, só sei que amei demais essa música. E ele se apresentando no Grammy fazendo o som todo sozinho? Fiquei apaixonada? Sim, com toda certeza. Essa música Perfect é perfeita. Parece zoeira do trocadilho, mas não é, é real né? Me lembra muito música de casamento. Imagina entrar no seu casamento com essa música? Socorro! Já escolhi até a música pra entrar na igreja, só falta o marido agora. Hahahaha! Essa Galway Girl virou a minha favorita <3 Gostei dessa "What do I Know?" eu cantarolava ela sem saber a tradução de fato. Sabendo agora, virou meu amorzinho também. Ah, mentira que essa Supermarket Flowers fala sobre a avó materna dele <3 Essa música Barcelona me lembra do filme Como Eu Era Antes de Você, na cena que ela tá em Paris, sabe? Só que aí ao invés de ser Paris, seria Barcelona e finalizaria o filme ali com essa música, hahaha! Eu sei que ele explorou bem todos os toques diferenciados nesse álbum né? Também achei a batida de Bibia Be Ye Ye bem boa e diferente. Se eu ver esse CD físico vendendo eu vou comprar? COM CERTEZA! Quero guardar pra vida. Vai que futuramente esses streams somem né? Quero ter guardado comigo essas preciosidades. Igual os CDs da Britney e Demi que eu tenho. Enfim, AMEI SEU POST!!! Ele fez um resumo perfeito do álbum.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também!!! Concordo. Somos duas HAHAHA. Já eu quero dançar ela na valsa! #aslokas HAHAHAHAH. É o próximo single, miga! É sim! HAHAHAHA faz sentido. Com certeza. Nossa, verdade, penso nisso também.
      Uhul! Fico MUITO feliz em ter te agradado ♥ Obrigada pelo carinho, Thami!

      Excluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

1 a 6123456Próximo
1T 1U 1V-1k

Receba as novidades do blog no seu e-mail

Siga no instagram