Resenha: Domitila (Paulo Rezutti)

05/07/2017

Créditos da foto
Sou dessas que assistem novela, confesso. Se você também é, provavelmente sabe que a novela das 6, Novo Mundo, é ambientada na época do primeiro império, retratando, entre outras, a vida de três personagens icônicos da nossa história: D. Pedro I, D. Leopoldina e Domitila de Castro, futura Marquesa de Santos.
Como a novela é muito boa (e olha que eu sou bem chata com esse negócio de qualidade de novela), e eu já curtia muito assuntos históricos, resolvi procurar biografias desses personagens e acabei começando pela ~ polêmica ~ Domitila. O livro escolhido foi Domitila – A verdadeira história da Marquesa de Santos, do Paulo Rezutti.
A primeira coisa que precisa ser dita sobre esse livro é que ele é extremamente cativante. O autor cria uma narrativa muito fluída, é quase como se você estivesse lendo um romance histórico, só que mais legal, porque tudo aquilo aconteceu mesmo. Além disso, a linguagem é bem acessível, o que torna a leitura rápida e saborosa.
Diferente de várias outras biografias da Domitila, que falam somente do seu relacionamento com D.Pedro, essa aborda toda a sua vida, desde seu nascimento até sua morte, assim como detalhes da sua personalidade e influência na cultura brasileira. E isso é muito bacana! Sério, a gente vai lendo e pensando “caramba, como essa mulher era incrível”.
Outro fato interessante sobre o livro é que ele não fala só sobre a marquesa. Pra explicar determinadas situações, ele acaba contando mais sobre as pessoas com quem ela convivia (D. Pedro, D. Leopoldina, a sociedade, sua família...) e o próprio desenvolvimento das cidades Rio de Janeiro e São Paulo.
Eu sei que muita gente pensa “mas a Domitila era amante! Ela era a errada nessa história!”. Será? Paulo Rezutti nos mostra coisas sobre ela que vão muito mais longe do que ideias preconcebidas e mitos. Mitos esses que são desmascarados (são vários, acredite em mim) pelo autor de forma espetacular ao longo das 368 páginas.
Domitila – a verdadeira história da marquesa de Santos, revela uma mulher que conquistou o que queria sem ter sangue azul, superou um relacionamento abusivo, e, principalmente, quebrou muitos tabus e continua chocando a sociedade até hoje. Não importa se você considera algumas coisas da vida dela imorais. Quem somos nós pra julgar? Pra falar a verdade, Titília nem ligaria pra nossa opinião. Ela era esperta e sabia que, no fim das contas, a opinião que importava era só a dela. Talvez por isso ela marcou história e sempre será lembrada.

Ficou com vontade de ler? O que você acha da Domitila?
Me encontre por aí: Facebook | Instagram
Beijos,

             Duane.
logoblog

6 comentários:

  1. Confesso que estou profundamente decepcionada com a sua resenha, pois pensei que sairia daqui super íntima da Titíla, mas parece que foi proposital dar só esse gostinho de quero mais, hein? Hahaha!
    Cê acredita que ontem mesmo eu estava perguntando a minha avó sobre a importância da figura dela na história do Brasil? Não me lembro de sequer ter lido algo nos livros na escola. Tive apenas conhecimento sobre ela através do personagem da novela. Olha só, o entretenimento servindo como fonte de conhecimento!
    Cheguei no seu blog de paraquedas e já tô amando tudo por aqui.

    Cartas para Carolaine · https://cartasparacarolaine.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAH ai que susto que você me deu! HAHAH. Prefiro não revelar muito mesmo, pra ficar esse gostinho HAHAH.
      Pois é, menina! Ela e tantas outras mulheres foram apagadas dos livros de história... Espero que isso mude. Maravilhoso, né?
      Eba!
      Obrigada, Anna ♥

      Excluir
  2. Eu quase não li a resenha porque não curti a capa, mas ainda bem que li porque me interessei muito pelo livro, muito mesmo. Eu normalmente não curto livros desse gênero, mas lá pro finalzinho da resenha você me convenceu ao falar da personagem. Por mais Titílias no mundo haha

    Beijos 😘
    misinwonderland.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As capas dos livros mais recentes do Paulo são mais legais, quando eu fizer resenha você vai ver ;) SIM! O mundo precisa de mais Titílias HAHAH.
      Obrigada, Mis ♥

      Excluir
  3. Ufa! Que bom ler uma resenha de alguém.que realmente leu o livro!!!! Tem gente que fala mal dele só porque eu falo da "amante"... Mas ela foi mais que isso. Sete anos não resumem 70 de vida né? Milena, confesso que eu tb ñ morria de amorrs pela primeira capa, a nova reedição que lancei no começo de agosto eu pedi para mudar. Quanto as outras mulheres que não se falam. Eu estou terminando um livro sobre essas outras personagens femininas apagadas da história do Brasil. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, você por aqui! Fico muito feliz que a minha resenha tenha chegado até o autor desse livro maravilhoso. Não resumem mesmo! Eba. Me manda email quando for lançado, vou adorar conhecer sua nova obra.
      Muito obrigada!

      Excluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

1 a 6123456Próximo
1T 1U 1V-1k

Receba as novidades do blog no seu e-mail

Siga no instagram