Resenha: Caçadores de Bons Exemplos (Iara e Eduardo Xavier)


Dia desses eu estava na biblioteca pública da minha cidade e me deparei com um livro chamado Caçadores de Bons Exemplos. Fiquei curiosa e decidi pegar. A curiosidade aumentou quando descobri que os autores são um casal, Iara e Eduardo Xavier, mineiros que venderam tudo que tinham e saíram pelo país numa viagem de 5 anos em busca de projetos sociais bacanas, afim de mostrar que o Brasil é feito de muito mais do que notícias ruins. Sabe o que eles encontraram? Mais de MIL projetos espalhados por todo o Brasil. Nesse livro são relatados alguns deles e outras coisas que o casal aprendeu nessa jornada.
“Dudu e eu decidimos apontar o problema, mas principalmente decidimos fazer parte da solução. Nós amamos nosso país e acreditamos na Ordem e no Progresso das pessoas! E em todos os lugares, em todos os estados, existem pessoas construindo um país melhor! Como é difícil aceitar o tempo de causa um. O processo de entendimento é individual. Aceitar o outro, as ideias do outro, as opiniões do outro. A verdade do outro”
Ao longo das 258 páginas, vamos conhecendo iniciativas lindas e refletindo sobre coisas da vida. Já vou avisando: é cada tapão na cara que a gente leva... mas leva sorrindo, viu?
“Todos nós, alguma vez, cometemos pequenos atos negativos ou ilícitos. Às vezes por não conhecermos a vasta lei brasileira. Outras vezes porque não conseguimos sair de uma bola de neve. Condenamos um grande escândalo de corrupção e cometemos pequenas corrupções diariamente.TODOS nós precisamos nos policiar. Aceitar a condição humana e seus erros é o primeiro passo para seguir um caminho diferente. O que é verdade e o que é mentira? Só podemos ter certeza da verdade no que se refere a nós mesmos. No que se refere ao outro, sempre existirá outra versão”.

A Iara joga algumas verdades que no fundo a gente sabe, mas procura não encarar. Como o fato de muitos de nós nos considerarmos bons exemplos porque jogamos lixo no lixo, trabalhamos e não somos bandidos. Só que acabamos esquecendo que isso era pra ser uma obrigação. Essas coisas são apenas deveres de todo cidadão. É preciso sair um pouco da sua zona de conforto e olhar pro lado, perceber a realidade do outro e tentar ajudar.
“Existem algumas ‘mentirinhas’ que o ser humano conta para si mesmo. Vamos, juntos, pensar sobre algumas delas?‘Eu mesmo pratico o bem, já que não faço mal a ninguém’.Isso é obrigação.‘Eu faço a minha parte, não jogo lixo na rua’.Oi? Isso é apenas ser civilizado.‘Não tenho tempo’.Será? Quanto tempo você pessa em frente à TV assistindo a programas que apenas te deixam triste?‘Não sei o que fazer’.Será que não sabe mesmo? Vá até a internet e procure meios de ajudar. Tantas organizações precisam de voluntários!‘Tenho filhos para cuidar, marido, família.’‘Quando eu ganhar na Mega-Sena.’‘Quando eu me formar...’‘Quando eu...’‘Quando eu...’Até quando inventaremos desculpas para prorrogar a transformação no mundo? Até quando seremos apenas telespectadores? Precisamos ser protagonistas de algumas histórias também.”
A narrativa não é exatamente linear, ela combina histórias de projetos sociais com reflexões e histórias pessoais do casal. É mais ou menos assim: tiro de bom exemplo, sacadas geniais e uma parceria que te faz desejar alguém que venha pra somar.
 “Precisamos pelo menos FAZER AQUILO QUE O AMOR FAZ. Quando amamos alguém, respeitamos seu processo de evolução e tentamos ajudar. Não devemos nos igualar no ódio e sim exercitar o amor, em nossos pensamentos, em nossas atitudes e sobretudo no que desejamos em nosso coração. [...] Podemos ser para o próximo um instrumento de evolução, da mesma forma que ele pode nos ajudar a evoluir.”

O mais legal de tudo é que eles também têm um site e um aplicativo gratuito pra Android e iOS onde você também pode ser um caçador de bons exemplos. É só encontrar uma iniciativa bacanuda na sua cidade e cadastrar no mapa.
“É muito difícil sair de um círculo vicioso. E é por isso que temos que reconhecer os méritos de quem consegue trilhar outra estrada. Além de valorizar quem não entra no caminho ruim, precisamos valorizar aqueles que conseguem sair. Sair da criminalidade, da vaidade, da corrupção, do egoísmo, do excesso. Pode até demorar a consertar tudo que fizemos de errado, mas iniciar a mudança é extremamente necessário. Caso contrário, ficaremos a vida inteira julgando ou rotulando se é bom ou ruim. O que verdadeiramente importa é estarmos no caminho do bem.”
Acho que já deu pra perceber que Caçadores de Bons Exemplos é um livro marcante, né? Quando terminei, fiquei triste, mas ao mesmo tempo feliz por saber que nunca mais seria a mesma pessoa depois daquela leitura. Aposto que vai acontecer a mesma coisa com você.
“E você? Qual a sua causa? Crianças, animais, idosos, jovens, educação, meio ambiente, saúde, comunidades ribeirinhas, dependentes químicos, famílias desestruturadas? Transformar a dor em amor? Não importa qual, mas tenha uma causa. Se casa um agir no plano com que se identifica em busca do bem, conseguiremos viver melhor. Qual a sua motivação para viver? O que você deixará para seus filhos? Bens materiais ou o bem que você fez?”
Compre o livro no Saraiva | Me encontre por aí: Facebook | Instagram
Beijos,
          Duane.

14 comentários:

  1. eu ameiiiiiii ♥ tenho pensado muito nisso ultimamente e é algo que me deixa triste um pouco, o pensamento de que posso ser apenas telespectador e nunca participar de algo verdadeiramente grande e transformador
    achei muito inspirador a ideia do livro ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É triste mesmo, mas é muito legal perceber que podemos ser muito mais do que meras telespectadoras.
      Que bom que você curtiu, Marcelle! Espero que você leia <3
      Obrigada ♥

      Excluir
  2. Oi, Duaneeeeeeee *_* Tudo bom contigo? Antes de começar a falar sobre a resenha e o livro, deixa eu parar e reparar aqui que você pegou esse livro na biblioteca pública da sua cidade. Minha nossa, que coisa boa isso! Quando eu fazia ensino fundamental, minha escola era perto de uma das bibliotecas públicas daqui. Já tem um tempão que eu não vou lá, bateu a saudade agora xD Agora sobre o livre, deve ser uma leitura sensacional, cara. Porque além de conhecer sobre esses projetos - que muitas vezes são salvadores das vidas de muita gente - levar esses tapões na cara é algo muito necessário pra acordar desse marasmo em que as más notícias diárias nos deixam. Pra mudar o mundo é necessário que a mudança comece em nós mesmas, né? Esse livro deve ser marcante mesmo. Parece inspirador.

    Um beijo grande!
    www.heeeymaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, é uma coisa tão maravilhosa ir na biblioteca, Ray! Vou duas vezes por mês e sempre pego algum livro. Quando eu arrumar um emprego com certeza vai ficar mais corrido, mas pretendo continuar porque é incrível. É sim! Com certeza <3
      Obrigada ♥

      Excluir
  3. OOOOI SHERLOCK

    definitivamente esse livro tem toda a sua pegada good vibes e isso é MARAVILHOSO! Tão incrível quando a gente se depara com esses livros legais ao acaso, né?
    e que casal corajoso bagarai! Vender tudo e sair viajando esse país com um propósito maior. Realmente admirável.
    E a fala da Iara me pegou aqui: Que não sermos bandidos, trablharmos, nao jogarmos lixo na rua... tudo isso é obrigação. A gente não é superheroi por isso. Tem tanto ainda a se fazer pro bem desse mundo... :(

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito incrível mesmo <3
      Verdade, pensei a mesma coisa!
      Tem sim, mas se cada um fizer a sua parte, podemos mudar essa realidade :)
      Obrigada, migs ♥

      Excluir
  4. nossa, adorei esse post e conhecer esse livro, to precisando fazer essa leitura pq ando mt desacreditada na humanidade

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Lívia :c que pena. Acho que esse livro com certeza vai te ajudar com isso.
      Obrigada ♥

      Excluir
  5. Que lindinha usando o marcador da Hellz! hahaha
    Não costuma ler livros desse gênero, mas tô sempre buscando indicações bacanas como essa.

    ps: amei seu comentário lá no blog sobre a bio do foo fighters!


    beijos
    http://www.ooutroladodaraposa.com.br/2017/08/5-blogs-que-me-inspiram.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAH pois é HAHAH.
      Eu também não costumava, tinha preconceito, mas depois abri a cabeça e passei a gostar bastante!
      Eba :)
      Obrigada ♥

      Excluir
  6. Ai, que amorzinho o marcador do Being Hellz <3
    E olha, ainda não conhecia o livro, mas achei a ideia toda SENSACIONAL! Além disso amo livros que nos dão tapões na cara, são os melhores! Então nem preciso dizer que amei, né? Vou guardar o nome aqui comigo pra ver se leio quando puder ^^
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim <3 HAHAH.
      Concordo e também amo!
      YAY!
      Obrigada ♥

      Excluir
  7. Babe, já estou com tantos livros para ler, socorro! Mas confesso que adorei a ideia desse, acho muito legal essa vibe do livro fazer a gente refletir enquanto lê.
    Adorei a resenha e a dica 💜

    Beijão
    Supimpa Girl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAH entendo perfeitamente essa situação HAHAHA. Sim <3
      YAY \o/
      Obrigada! ♥

      Excluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...