Reputation, o que dizer desse álbum?

13/11/2017

... que me deixou reputada e impactada?
Não é segredo pra ninguém que sou fã da Taylor Swift. Seu hiato de três anos estava me deixando desesperada. Por isso, quando em agosto ela deu as caras e anunciou que a old Taylor estava morta, fiquei super ansiosa, esperando com toda a paciência que me restava o lançamento de Reputation, seu novo álbum. Quinze minutos após seu vazamento, no dia 09, lá estava eu, devorando todas as faixas. Agora, como já era de se esperar, vim contar qual opinião formei.
A primeira coisa que pensei após ouvir Reputation pela primeira vez foi “hmmmm”. Não consegui dizer se gostei ou não. Achei pesado, agressivo e repetitivo demais. Mas não me deixei levar por essa primeira impressão. Sabe por quê? Porque sou uma country fan, e todo álbum novo da Taylor me deixa ressabiada na primeira ouvida. Como já me conheço, ouvi de novo, li algumas críticas e participei de debates em grupos de fãs. E foi aí, depois de algumas análises, que Reputation me conquistou.
Antes de qualquer coisa, você precisa saber que há um conceito envolvido no esquema. Repare bem na capa do álbum. Veja que o rosto da cantora está dividido. Uma parte está limpa, enquanto a outra está repleta de manchetes de jornal. Fora a choker, uma corrente que aperta e sufoca – assim como a reputação dela.
Com o álbum não é diferente: ele gradualmente e cronologicamente vai se dividindo em dois, entre a Taylor retratada pela mídia e aquela que ninguém além de sua família, namorado e amigos conhecem, a verdadeira Taylor.
Começamos com ... Ready For It? Aqui já percebemos o tom do Reputation. Ele instiga, afronta, zomba de tudo e todos. É um pop mais sujo, dark, com uma Taylor mostrando que certas coisas não dizem respeito a mais ninguém além dela, mas que se ela quiser compartilhar, problema dela e do boy, então é melhor a gente se preparar, porque os jogos vão começar.
Em seguida, temos End Game, com a já especulada e muito aguardada nova parceria com Ed Sheeran. A letra fala sobre amor e, tcharãm, reputação, sobre como ela entendeu e aceitou que rumores e inverdades (misturadas com verdades, paranoias e inseguranças) sempre a seguirão.

Na terceira faixa, chamada I Did Something Bad, Taylor finalmente comenta sobre sua vida amorosa de forma fria e “malvada”. Coloco essa palavra entre aspas porque, como a própria cantora dá a entender, o que ela fez não é exatamente do mal. Poxa, ela é apenas uma mulher que prioriza o bem-estar!
Chegamos a Don’t Blame Me, que novamente soa como uma reflexão sobre sua conduta de “louca por amor”, junto a satisfação de ter encontrado alguém que a deixa tão alta quanto drogas. Sim, Swift compara o efeito da paixão com drogas. Uau. Chocante (por favor, sinta a ironia em minhas palavras).
Delicate, a quinta canção, é tão fofa e adulta ao mesmo tempo que chega a doer de tão boa. O tema? O quão complicado é o início de uma relação, quando você fica insegura, pensando se deve ou não agir de determinada maneira (se já é difícil pra gente, imagina pra ela, com a imprensa mundial tacando pau). Aqui começa a se diluir a mistura entre a Taylor da mídia e a Taylor real oficial.
A música número 6 dispensa apresentações. Look What You Made Me Do explica muito bem um pouco do que Taylor sentiu com toda aquela história de “eu vou expor ela na internet”.
A partir de So It Goes, faixa 7, percebemos uma Taylor nua e crua, humana, que não é uma bad girl, mas faz bad things de vez em quando (quem nunca, não é mesmo?). Pausa para a maravilha que ocorre nos 2:53 (honestamente, quem está contando?).
Gourgeus, a mais odiada pelos fãs, é muito amada por mim (e pelos críticos). Ok, a letra é bobinha, leve e relativamente mais fraca do que todas as outras do álbum, mas tenho a impressão de que era exatamente esse o lance. Nem tudo tem que ser levado tão a sério. Mesmo quando a situação está caótica, a gente pode, e deve, focar no momento e no quão divertido pode ser apenas admirar como é gato o carinha que a gente acabou de conhecer.
Ok, precisamos falar sobre Getaway Car. A música fala sobre começar um relacionamento pra terminar outro e no fim das contas perceber que na verdade queria ficar sozinha. Mais real impossível.
Não se deixe enganar pelo título. King Of My Heart, apesar do nome, não é sobre príncipes encantados. É sobre o encantamento de estar em um relacionamento simples, que simplesmente flui, depois de muita turbulência.
Alô Taylor, caso você esteja lendo esse post, me faz um favor e torna Dancing With Our Hands With Our Hands Tied um single, porque vai ser merecido, tá? Ô música boa! Pra você que ficou curioso pra saber o porquê desse meu amor todo, toma essas razões: influências do pop dos anos 2000 e letra que mostra vulnerabilidade junto à resistência.
Se prepara porque esse é o momento! Em Dress, Taylor joga a toalha e fala (de um jeito muito classudo) sobre sexo. Oi, New Taylor, tudo bom? Gostei da ousadia, pode continuar porque aprovamos.
Você quer deboche, @? Então This Is Why We Can’t Have Nice Things é pra você. Obviamente ela é sobre toda a treta que ocorreu com Kim Kardashian e Kanye West. Só que, diferente de Look What You Made Me Do, aqui a Tay não está mais brava. Ela simplesmente está cagando e andando, rindo da cara dos haters.
Se fosse pra escolher uma favorita, seria Call It What You Want. Estou em um relacionamento sério com esse ritmo (não é lento demais nem rápido demais) e com essa letra (fofa sem ser melosa).
Pra fechar, New Year’s Day, que eu não gostei de cara, mas já estou achando um amorzinho. Ela nada mais é do que é uma exaltação aos relacionamentos que sobrevivem aos momentos ruins/às pessoas que te amam e que apesar de tudo estão sempre lá, seja pra celebrar ou pra ajudar a limpar a bagunça <3
Considerações finais: Reputation é diferente de tudo que Taylor Swift havia feito até agora, mas ainda assim é a cara dela. A sensação que fica após ouvir todas as faixas é a de que está tudo muito bem amarrado e que, assim como ela, a gente também pode dar a volta por cima, mesmo após situações terríveis. Com esse álbum, percebemos que somos humanos, erramos, ninguém é perfeito. E que está tudo bem sentir raiva, chorar, sentir que nada vai ser como antes. Porque sempre haverá uma reputação. Sempre irão nos julgar. Mas quer saber? Não faz mal. Não precisamos nos explicar. A única coisa a ser feita é viver.
E aí, já ouviu o novo álbum da Taylor? Infelizmente ele ainda não está disponível nas plataformas de streaming, mas logo, logo, chega. Por enquanto, dá pra comprar pelo iTunes (ou, se você for v1d4 l0k4, pode baixar no Hits e Beats da vida – mas cuidado pra não receber o boleto, hem? – que foi? Fã também zoa, gente).
Me encontre nas redes sociais: Facebook | Instagram
Beijos,
           Duane.
logoblog

2 comentários:

  1. Eu ainda não tinha ouvido esse álbum da Taylor e mano, que show! Eu já gostava de algumas músicas da Taylor, porém nunca tinha parado realmente para ficar ouvindo suas músicas e gostei bastante <3

    Beijos!
    www.memorizeis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Se eu disser que logo que comecei a ler esse post o aleatório começou a tocar ...Ready For It, cê acredita? HAHAHA se isso não é um sinal, eu não sei o que é. Eu não tinha reparado nesse conceito da capa do álbum, mas faz realmente muito sentido e ainda não ouvi o Reputation porque a menina não colocou no Spotify (Taylor, por que faz isso?????) mas só de ler as tuas descrições sobre as músicas eu já tô sedenta! Das que ela lançou no Spotify até agora as minhas favoritas são Look What You Made Me Do e ...Ready For It, tô aprendendo a gostar de Call It What You Want e com Gorgeous não rolou química hahahah. Adorei o post, viu? E eu tava com saudade de visitar o Claramente Insana <3
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir

Gostou? Comente! Não gostou? Me diz onde errei pra arrumar ;)
E please, se for pra fazer comentário inútil, o temido spam ("adorei o post, visita meu blog?" blergh) sério, pode ir embora meu amor.
Se você tá na vida de blogueiro(a) também, e fizer um comentário legal após ter lido o post, pode ter certeza que vou retribuir a gentileza, é só deixar o link ♥

1 a 6123456Próximo
1T 1U 1V-1k

Receba as novidades do blog no seu e-mail

Siga no instagram